sexta-feira, 22 de março de 2013

Convite


Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo
Audiência Pública:
Os Desafios da Tuberculose no Estado de São Paulo


Data: 26/03/2013
Horário: 14h
Local: Teotônio Vilela – Av. Pedro Álvares Cabral, 201- Ibirapuera – São Paulo – SP


Realização
Comissão da Defesa dos Direitos da Pessoa Humana, da Cidadania, da Participação e das Questões Sociais – Pres.: Dep. Adriano Diogo,
Comissão de Saúde, Comitê de Tuberculose SP e Rede Paulista de Controle Social da Tuberculose

Convidados
Vera Maria Neder Galesi- PCT – Programa de Controle da Tuberculose do Estado de SP / CTB-SP- Comitê de Tuberculose SP
Naomi K. Komatsu – PCT – Programa de Controle da Tuberculose do Município de São Paulo / CTB-SP- Comitê de Tuberculose SP
Nadja Antonia Alves Faraone – Rede Paulista de Controle Social da Tuberculose / CTB-SP- Comitê de Tuberculose SP

Temas
1. Os números da TB no Estado de SP, TB nos Presídios - Desafios
2. A TB no município de SP: população em situação de rua,  imigrantes hispânicos
3. Mobilização Social e Tuberculose



Apoio:
Comitê de TB SP
Rede Paulista de Controle Social da TB
Parceria Brasileira contra a Tuberculose
Rede Brasileira de Comitês para o controle da Tuberculose no TB Brasil
REDE TB- Rede Brasileira de Pesquisas em Tuberculose

segunda-feira, 11 de março de 2013

Release- DIA TB- 24 de março Tuberculose


A tuberculose continua sendo um sério problema de saúde pública no  Brasil e um sofrimento que afeta principalmente as pessoas empobrecidas, vítimas de desigualdades sociais e dificuldade de acesso aos serviços públicos, em especial a saúde. A falta de informação sobre a doença ainda é grande, alimentando o medo, o estigma e o preconceito em relação à doença e ao doente.

É uma doença transmissível causada pelo bacilo de Koch. Os principais sinais da doença são: tosse persistente há mais de 3 semanas, febre baixa, geralmente no final dos dia, cansaço físico, perda de peso e suor noturno.

A doença é transmitida pelo ar quando a pessoa, tosse, fala ou espirra, O tratamento, em geral, dura 6 meses deve ser supervisionado por um profissional de saúde (recomendação do SUS).

    As pessoas que adoecem por TB, ainda são fortemente estigmatizadas, isoladas, discriminadas, e comumente vitimadas por inúmeras violações dos seus direitos trabalhistas, sociais e humanos.

    No mundo ocorrem cerca de 9 milhões de casos novos de TB e 2 milhões de mortes por ano. No Brasil são estimados cerca de 92.000 casos (OMS, 2008) com 4.500 mil mortes por ano e um elevado número de abandono do tratamento, um quadro  muito distante da meta nacional, que é curar 85% dos casos diagnosticados e reduzir o abandono a taxas inferiores a 5%.

    A tuberculose é uma doença grave, porém curável em praticamente 100% dos casos novos, se for usada a medicação adequada, que é distribuída no SUS. Com os recursos disponíveis, é possível o controle da doença, desde que haja o compromisso de toda sociedade, gestores, profissionais de saúde, Conselhos de Saúde, Conselhos de Direitos e população de maneira geral. Nossa meta é garantir o acesso a um diagnóstico rápido e ao tratamento supervisionado humanizado para que a tuberculose deixe de ser um problema tão grave de saúde pública.

    A mobilização social na luta contra a tuberculose é um marco histórico e um importante instrumento político para mudar o dramático cenário da doença em nosso país. Os governos têm uma dívida histórica a reparar com essas populações afetadas pela tuberculose, pobreza e violação de direitos.
Rede Paulista de Controle Social da TB
Email: redepaulistatb@yahoo.com.br  /  F- 11- 3151 4950
Nadja Faraone: nadjafar@ig.com.br
Para entrevistas:  Contatos com a Rede Paulista de Controle Social da TB e Programas
 de Tuberculose do Estado de SP e dos Municípios.
Obs. Cada um substitui pelos seus contatos
 
 

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Identificação




Rede Paulista de Controle Social da Tuberculose
Coordenadora Geral: Nadja Antonia Alves Faraone
Endereço: Rua Conselheiro Crispiniano, 40- 8º. Andar, sala 806-República-SP-CEP 01037-903
F: 11- 3151-4950  / 11-9292 6972 (Nadja Faraone)


Apresentação
Rede Paulista de Controle Social da Tuberculose
Foi articulada no final de 2004 entre o CVE- Centro de Vigilância Epidemiológica- PCT-SP, o  Programa de Controle da Tuberculose da Secretaria de Estado da Saúde, ABONG-SP- Associação Brasileira de Ongs e Ação da Cidadania São Paulo.  Depois de muitas reuniões representantes de organizações sociais foi formatada a organização. Seria uma Rede.

A Rede Paulista de Controle Social da Tuberculose foi formada  em 29 de setembro de 2005, na Câmara Municipal de SP.  Foi institucionalizada em 21 de julho de 2009.

A Rede é regida por uma Carta de Princípios

n  Defesa da universalização dos direitos de saúde, garantida pela implantação e implementação de ações integrais para a cobertura das diferentes modalidades de atendimentos e serviços, no âmbito do Sistema Único de Saúde - SUS;

n  Estímulo e fortalecimento da sociedade civil para o controle social da Tuberculose com participação na elaboração, implantação, acompanhamento/monitoramento, execução e avaliação das Políticas Públicas garantindo a promoção da saúde, prevenção, assistência e recuperação dos doentes;

n  Garantia da articulação de Políticas Públicas para facilitar a inter-setorialidade de programas e projetos nas diferentes áreas, como saúde, segurança alimentar e nutricional, meio ambiente, assistência social, educação, cultura e geração de trabalho e renda, para diminuição das profundas diferenças sociais existentes no estado de São Paulo;

n  Defesa do indivíduo com tuberculose em relação a princípios éticos, contra atitudes preconceituosas, quebra de sigilo, ao acesso à assistência, a problemas no trabalho, a encaminhamento e acompanhamento/monitoramento às investigações de denúncias;

n  Incentivo à produção de estudos e pesquisas para a elaboração e implantação de programas, projetos e propostas de Lei, que assegurem o reconhecimento dos diferentes segmentos e localidades;



n  Defesa do acesso à informação; fortalecimento da comunicação entre a sociedade civil, órgãos públicos e Conselhos de Saúde nas três esferas de governo.


Espaços de Participação

A Rede atua em vários espaços: Parceria Brasileira contra a TB- na  Secretaria Executiva da Parceria; REDE TB- Rede Brasileira de Pesquisa em TB, área de Mobilização Social; Comitê Metropolitano de São Paulo- Projeto Fundo Global, vice-presidência e secretaria; MCP – Mecanismo de Coordenação de País- p/ o Projeto Fundo Global, vice-presidente, RÉCit- Rede de Escolas de Cidadãos - França, membro.
Realiza vários projetos, entre eles: Oficinas: “Apoderamento e Ação”  em organizações comunitárias, escolas, Casas de Apoio entre outras. Organiza eventos de vários tipos: participação em feiras, realização de palestras, seminários, simpósios e fóruns. Organiza ainda eventos em Parceria com o Comitê Metropolitano.

Eventos organizados pela Rede:
Dia TB- 2006 – Teatro em lugares Públicos – semana de 24 de março de 2006- regiões norte, sul, leste, oeste e centro de SP, além de Ambulatório do HC.
1º. Aniversário da RPCSTB- 2006-29 de setembro - Local: Auditório da Ação Educativa/ABONG
                   
Seminário – 2007- Dia TB- “ Mobilização Social contra a Tuberculose- Tuberculose num lugar é em todo lugar” – 23/03/2007- Local: Espaço Vida e Consciência – Ipiranga/ Metrô Imigrantes- SP
2º. Aniversário da RPCSTB – 2007
 Local: Hotel Excelsior – Evento:  “A Tuberculose no centro do Roda Viva” – 25 de setembro de 2007 – Av. Ipiranga- SP
Seminário Dia TB- 2008: “Grupos Vulneráveis: Coinfecção TB/HIS, População de Rua e População Carcerária” – 26/03/2008 - Local: Hotel Comfort Downtown – Rua Araújo- República - SP
3º. Aniversário da RPCSTB- 2008 – Local: Hotel Excelsior – setembro de 2008
“Fórum Social Mundial discute a Tuberculose: doença física e social” – janeiro e fevereiro de 2008- A Rede Paulista de Controle Social da TB, em parceria com a REDE TB, GAPA RS, Ação da Cidadania, RÉCit- Rede de Escolas de Cidadãos – França e Américas promoveram 3 eventos: 2 Oficinas e um Simpósio. Belém- PA
“ A TB na Parada”  LGBT- 25/05/2008 – participação com bexigas com a inscrição: “Tuberculose tem Cura”.
            Simpósio: “Questões Jurídicas- Marcos legais para apoio aos pacientes e ex-pacientes de TB” - 21/08/08- Local: Instituto de Saúde Pública – Bela Vista - SP
4º. Aniversário da RPCSTB – 2009 – Seminário:: “A tuberculose e os Direitos Sociais: uma visão intersetorial para além dos direitos do SUS” -29 de setembro -  Local: Câmara Municipal de SP
5º. Aniversário da RPCSTB – 2010 – Seminário: “Os Marcos Legais e a Integralidade
das Políticas: o acesso e tratamento humanizado aos doentes de tuberculose” - 10 de
dezembro-  Local: SESC Vila Mariana – SP
                Dia TB – 23/03/2011- EMTU- Jabaquara- distribuição de folhetos – Apoio USAID
6º. Aniversário da RPCSTB- 2011- 21 de setembro – “Pré-Lançamento da Cartilha de Direitos dos Doentes de TB- Local: SESC Vila Mariana

                Outras realizações
·                    Projeto “Prevenção, Assistência, Estratégia DOTS para controle da TB e da Co-infecção TB/HIV na Penitenciária Feminina de Santana” (de dezembro  de 2008 a junho de 2009).   
·         Programa de “Comunicação e Mudança de Comportamento para Controle da Tuberculose”- em Unidades Básicas de Saúde da Zona Norte/Brasilândia-Freguezia do Ó e de Guarulhos- junto a doentes de TB – maio a setembro de 2011. (Parceira USAID)
·         Secretaria reuniões mensais e coordena organização de eventos- CMFG-SP- Comitê Metropolitano do Projeto do Fundo Global SP –de 2008 a 2012.
Dia TB- Exposição: “Tuberculose tem cura,  SUS prá Valer”- 21 a 26 de março de 2011- Estação  Brás – CPTM- Cia Pta. De Trens Metropolitanos - Em parceria com o CMFG-SP-Fundo Global.



                                                                              São Paulo, janeiro de 2012
Nadja Faraone
Coordenadora Geral


quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Projetos e oficinas


alt

Participa de oficinas em organizações comunitárias, escolas, casas de apoio, entre outras. Em feiras, seminários e simpósios em parceira com o Comitê Metropolitano.  Entre suas atividades destacam-se a participação dos projetos “Prevenção, Assistência, Estratégia DOTS para controle da TB e da Co-infecção TB/HIV” e “Comunicação e Mudança de Comportamento para Controle da Tuberculose”.


Alguns dos Eventos organizados pela Rede

  • Dia TB- 2006 – Teatro em lugares Públicos – semana de 24 de março de 2006- regiões norte, sul, leste, oeste e centro de SP, além de Ambulatório do HC.
  • Seminário – 2007- Dia TB- “Mobilização Social contra a Tuberculose- Tuberculose num lugar é em todo lugar” – 23/03/2007- Local: Espaço Vida e Consciência – Ipiranga/ Metrô Imigrantes- SP
  • 2º. Aniversário da RPCSTB – 2007. Local: Hotel Excelsior- Av. Ipiranga- SP – Evento:  “A Tuberculose no centro do Roda Viva” – 25 de setembro de 2007 –
  • “Fórum Social Mundial discute a Tuberculose: doença física e social” – janeiro e fevereiro de 2008- A Rede Paulista de Controle Social da TB, em parceria com a REDE TB, GAPA RS, Ação da Cidadania, RÉCit- Rede de Escolas de Cidadãos – França e Américas promoveram 3 eventos: 2 Oficinas e um Simpósio. Belém- PA
  • Seminário Dia TB- 2008: “Grupos Vulneráveis: Coinfecção TB/HIS, População de Rua e População Carcerária” – 26/03/2008 - Local: Hotel Comfort Downtown – Rua Araújo- República – SP
  • “A TB na Parada”  LGBT- 25/05/2008 – participação com bexigas com a inscrição: “Tuberculose tem Cura”.
  • Simpósio: “Questões Jurídicas- Marcos legais para apoio aos pacientes e ex-pacientes de TB” - 21/08/08- Local: Instituto de Saúde Pública – Bela Vista – SP - 3º. Aniversário da RPCSTB- 2008.
  • Local: Hotel Excelsior- SP - 07/10 – 3º. Aniversário da Rede Paulista de Controle Social da TB – Seminário: “ O seu olhar, o meu olhar, o nosso olhar sobre a Tuberculose, na Exigência de Direitos” - 07/10/2008.
  • 4º. Aniversário da RPCSTB – 2009 – Seminário:: “A tuberculose e os Direitos Sociais: uma visão intersetorial para além dos direitos do SUS” -29 de setembro -  Local: Câmara Municipal de SP.
  • 5º. Aniversário da RPCSTB – 2010 – Seminário: “Os Marcos Legais e a Integralidade das Políticas: o acesso e tratamento humanizado aos doentes de tuberculose” - 10 de dezembro-  Local: SESC Vila Mariana – SP.
  • Dia TB – 23/03/2011- EMTU- Terminal Jabaquara- distribuição de folhetos sobre a TB – Apoio USAID
  • 6º. Aniversário da RPCSTB- 2011- 21 de setembro – Pré Lançamento da “Cartilha de Direitos dos Doentes de TB”- Local: SESC Vila Mariana

Outras realizações/projetos

  • Projeto “Prevenção, Assistência, Estratégia DOTS para controle da TB e da Co-infecção TB/HIV na Penitenciária Feminina de Santana” (de dezembro  de 2008 a junho de 2009).
  • Programa de “Comunicação e Mudança de Comportamento para Controle da Tuberculose”- em UBS (s) da Zona Norte/ Brasilândia -Freguezia do Ó e de Guarulhos- junto a doentes de TB e Unidades Penitenciárias I e II de Franco da Rocha – maio a setembro de 2011.
  • Secretaria reuniões mensais e coordena organização de eventos- CMFG-SP- Comitê Metropolitano do Projeto do Fundo Global SP – de 2008 a 2012.
  • Dia TB- Exposição: “Tuberculose tem cura,  SUS prá Valer”- 21 a 26 de março de 2011- Estação  Brás – CPTM- Cia Pta. De Trens Metropolitanos - Em parceria com o CMFG-SP-Fundo Global.
  • 24- Campanha TB- Ação com Bandeirantes nos Metrôs: Barra Funda, Sé, Jabaquara e Tietê.


Nadja Faraone
Coordenadora da Rede Paulista de Controle Social da Tuberculose
Endereço: Rua Conselheiro Crispiniano, 40- 8º. Andar, sala 806-República-SP
CEP 01037-903  /  E-mail: redepaulistatb@yahoo.com.br /  F: 11- 3151-4950